Início » Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018 negocia 202 mil imóveis

Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018 negocia 202 mil imóveis

Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018 negocia 202 mil imóveis em 15 cidades

Começou o Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018, promovido pela Caixa Econômica Federal (CEF). O evento, que vai até o dia 27 de maio, será realizado em 15 cidades e prevê a oferta de 202 mil imóveis. No primeiro final de semana, de 4 a 6, o Feirão ocorre em São Paulo, Porto Alegre e Salvador. Nos finais de semana seguintes, as vendas serão feitas nas cidades de Belo Horizonte, Goiânia, Rio de Janeiro, São Luís, Uberlândia, Belém, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Recife e Fortaleza.

Considerado o maior evento do setor de imóveis no país, o Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018 envolve a participação de 559 construtoras, 422 correspondentes imobiliários da Caixa e 124 imobiliárias. Estarão disponíveis para venda, ao todo, 179 mil imóveis novos e 23 mil usados. A expetativa é gerar R$ 15 bilhões em negócios, valor superior aos R$ 13 bilhões do ano passado. Segundo a Caixa, um total de 1.600 empregados do banco participam no evento.

Líder no segmento de crédito habitacional no país, respondendo por 70% das operações, a Caixa tem R$ 82,1 bilhões para financiar a compra de imóveis em 2018. Cerca de 11 mil imóveis da própria instituição estarão disponíveis para venda, por meio de licitação aberta, venda direta e leilão. Um estande específico para esses imóveis será montado durante o evento para atender os interessados.

Redução de juros

Para requerer aprovação de crédito habitacional pela Caixa, o interessado precisa apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de renda e residência atualizados. O Feirão ocorre  menos de um mês depois de a Caixa anunciar redução dos juros para financiamento da casa própria. As taxas mínimas passaram de 10,25% ao ano para 9% ao ano, no caso de imóveis do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 11,25% ao ano para 10% ao ano para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). As taxas máximas caíram de 11% para 10,25%, no caso do SFH, e de 12,25% para 11,25%, no SFI.

Cotas de financiamento

Além disso, o banco diminuiu as condições de financiamento de imóveis para pessoa física. O limite da cota de financiamento do imóvel usado aumentou de 50% para 70%. Em setembro do ano passado, a Caixa tinha reduzido para 50% do valor do imóvel o limite máximo de financiamento.

A Caixa também retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%. Os prazos para quitação do financiamento permanecem entre 156 para 420 meses no caso do SFH e 120 a 420 meses, no caso SFI.

MCMV

Além das linhas de crédito do SFH e do SFI, a Caixa vai oferecer todas as outras modalidades de financiamento, inclusive do programa Minha Casa Minha Vida nas faixas 1,5 (para quem tem renda bruta até R$ 2.600 mensais), 2 e 3 (para quem tem renda bruta máxima de R$ 7.000 mensais). Neste caso, as taxas de juros variam de 4,59% a 8,47% ao ano, com prazo de financiamento mínimo de 120 e máximo de 360 meses. Também estarão disponíveis as modalidades pró-cotista e carta de crédito do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

O que é Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018

O Feirão Caixa da Casa Própria é uma ótima oportunidade para quem procura boas ofertas de imóveis novos, usados ou na planta. O evento ocorre em algumas cidades pelo Brasil e reúne em um só lugar imobiliárias e construtoras. Além disso, as taxas de juros são atrativas, há a possibilidade de financiamento com FGTS e, nos leilões, os descontos podem chegar a 80% do valor do imóvel,

É mais comodidade e benefícios para você sair de lá com as chaves na mão!

Caso não tenha na sua cidade, você também pode aproveitar as condições do Feirão nas Agências da Caixa.

Documentação necessária Feirão da Casa Própria da CAIXA 2018

Documentos de identificação com foto

RG, CNH, Carteira de Trabalho, entre outros.

CPF (Cadastro de Pessoas Físicas)

Apenas se não constar no documento de identidade.

Contas de consumo + Contas de condomínio e aluguel

Água, luz e telefone.

Comprovante de renda

Atualizado nos últimos 2 meses.

Comprovante de estado civil

E se eu quiser usar meu FGTS para financiar ou construir?

Leve extratos atualizados da sua conta vinculada ao FGTS ou cópia da sua Carteira de Trabalho; e Declaração de Imposto de Renda, se a renda for acima do limite de isenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *